Missão: Primeiro emprego

“Parabéns, seu currículo foi cadastrado em nosso banco de dados.” Essa é uma mensagem  comum aos estudantes de Jornalismo, em especial àqueles que procuram um emprego ou estágio. A questão tomou conta dos campi mediante a dificuldade que os graduandos encontram quando o assunto é mercado de trabalho.

O Brasil vive uma crise em 2015 como poucas que já foram registradas e se para quem está no mercado de trabalho conseguir um emprego é uma tarefa difícil, uma pessoa que inicia sua carreira, a missão é ainda mais complicada. Um universitário que busca seu primeiro estágio tem que se destacar com as oportunidades cada vez mais escassas

Entre um período e outro, estudantes de diversas instituições tomam conta dos sites de busca de empregos. E os números comprovam isso, juntamente com a queda na média de idade do número de cadastrados. Há cada vez mais candidatos para vagas cada vez mais escassas. Seja pela exigência dos contratantes, o processo seletivo acirrado ou até mesmo alguns casos de indicações internas.

O caminho até o ingresso é longo e os candidatos precisam estar cada vez mais qualificados.  Formação de qualidade e um curso de idiomas tornaram-se imprescindíveis para as contratantes, mas isso não parece ser o bastante.

Para entender melhor o que as empresas procuram no perfil do candidato ideal, conversamos com a Jornalista e Diretora de Comunicação da Associação de Cronistas Esportivos do Rio de Janeiro, Cristina Dissat. Ela fala sobre o momento que vive o mercado e dá dicas de como se sair bem em uma primeira entrevista.

BLOG: A crise está afetando a todos e a busca por emprego está grande. Como um universitário pode se destacar em uma entrevista de emprego?

CRISTINA DISSAT: Um dos diferenciais na hora da entrevista é mostrar o que você pensa da profissão. Mas cuidado porque se você mostra uma coisa na entrevista e depois não demonstra no dia a dia, não vai conseguir permanecer.  Linguagem adequada, tendo cuidado como usa o português, como se apresenta (visual) e até como se senta e se porta na hora de conversar.

B: O que você busca em um estágiario? Como ele te mostra que poderá ajudar dentro da sua empresa?

CD: Atualmente, é muito difícil você encontrar gente que trabalhe porque gosta do que faz. Se conseguir  mostrar isso no seu trabalho será um ponto a mais. Uma boa parte das pessoas trabalha por obrigação, fica de olho no relógio, não se oferece para determinada função. Uma das piores coisas é quando você está na redação, trabalhando, olha para a equipe e pergunta se estão fazendo alguma coisa. Quando um  diz: não estou fazendo nada… Por que não disse antes? Ficou quietinho pra não receber novas tarefas?  O ideal é estar fazendo algo, lendo, estudando e quando questionado sempre estar ocupando o seu tempo, mas nada que não possa resolver alguma outra questão. Pontualidade, responsabilidade e compromisso são essenciais.

B: O quanto é importante se conseguir um estágio, antes de estar empregado oficialmente, para a pessoa?

CD: Experiência. Observo que há alguns anos atrás quando o mercado de trabalho não era tão ruim, era muito comum os estudantes trabalharem sem ganhar nem ajuda de custo. Tudo para ter a experiência e não é só no currículo, mas a vivência. Saber o que acontece em uma redação, o ritmo, o time e tudo que envolve um trabalho corrido como o jornalismo.

B: O que é melhor na atual situação, formar um profissional ou buscar um no mercado?

CD: Enquanto você está estudando tem tempo livre. Se falar que não tem, é mentira. Todo mundo nessa fase da vida e é jovem tem. Com o passar do tempo, as coisas irão complicar. Aproveite todo o tempo que você tiver. Faça cursos, participle de seminários, leia muito – mesmo que seja online, participe de grupos de estudos online, se inscreva em atividades que possam agregar valor à sua carreira e se for possível, encontre um tempo para estudar inglês.

B: Uma dica para os universitários quem estão em busca de um estágio.

CD: Se ofereça. Conheça o mercado. Peça para acompanhar algum local de interesse só pelo fato de aprender como funciona uma redação. Se apresente bem, escolha a hora ideal de se colocar. Treine com colegas como se apresentar emu ma entrevista de emprego. Aproveite o tempo da universidade para aprender o máximo que puder.

 

Reportagem: André Dissat, Jessi Maia, Joel Silva e Leandro Branco;

Edição e Revisão: Pedro Chagas;

Imagens: André Dissat;

Texto e publicação: Zahyr Neto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s