Jornalista vencedor de dois prêmios ESSO, deixa o impresso para atuar no jornalismo digital.

“Não mudei de lado, continuo no lado do bem, onde sempre estive apenas exercendo uma nova função que o jornalismo nos permite.” 

Leonardo Souza, formado em comunicação social, habilitado em jornalismo pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, (1997), é repórter especial da Folha de São Paulo no Rio de Janeiro. Vencedor de dois prêmios ESSO na Folha, atuou na cobertura de política e economia em São Paulo e Brasília. Iniciou sua carreira como estagiário na redação do jornal Tribuna da Imprensa onde escrevia matérias no segmento econômico. Um ano e meio depois, Leonardo se tornou estagiário no jornal Gazeta Mercantil e foi efetivado logo após a graduação na faculdade. Permaneceu por um ano e recebeu o convite para ir trabalhar na Folha de São Paulo, onde na primeira passagem ficou por 11 anos. Em seguida, foi trabalhar na revista Época como Diretor da sucursal do Rio de Janeiro em um período de 3 anos e 6 meses, até receber um convite para retornar a Folha de São Paulo, na sede do Rio, onde saiu recentemente.

PRÊMIO ESSO DE REPORTAGEM

Premiado por revelação de dossiê contra tucanos, Leonardo Souza também venceu na categoria Informação econômica. Na história do Esso foi o único jornalista que ganhou dois prêmios sozinhos na mesma edição. A reportagem, publicada em 12 de junho de 2010, revelou que documentos fiscais sigilosos do vice-presidente do PSDB, Eduardo Jorge Caldas Pereira, circularam entre pessoas ligadas à chamada “equipe de inteligência” da pré-campanha da então candidata Dilma Rousseff (PT), eleita presidente.

Na categoria Informação Econômica, Souza venceu com o texto “Sem caixa, governo segura restituições”. Publicado em 8 de outubro do ano passado, o trabalho revelou que para compensar perdas de arrecadação, o governo federal retinha R$ 3 bilhões dos R$ 15 bilhões do Imposto de Renda que deveriam ser restituídos a contribuintes pessoas físicas.

O jornalista deixou o cargo de repórter especial e colunista do site da Folha de S.Paulo, no Rio de Janeiro e assumiu na semana passada o cargo de diretor geral da CDN RJ.

Leonardo se reportará ao presidente João Rodarte. Este afirmou que, “com a contratação, a CDN reforça sua presença no Rio de Janeiro, onde já conta com uma excelente equipe e clientes importantes, e estabelece as bases para o crescimento nos próximos anos”. Segundo a agência, a chegada do executivo para o escritório faz parte do plano de investimento da empresa tendo em vista as possibilidades de negócio e oportunidades da região para o próximo ano, em virtude dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos.

Com mais de 20 anos de experiência na cobertura econômica e política, Leonardo atuou em posições de destaque em veículos como Folha de São Paulo (coordenador interino de Economia da sucursal de Brasília e diretor interino da sucursal do Rio de Janeiro), Época (diretor da sucursal carioca) e Gazeta Mercantil (repórter de Finanças).

Ao ser questionado, Leonardo afirma que estava sentindo a necessidade de mudança, começar algo novo dentro da mesma profissão, e que essa é uma empreitada totalmente nova, com grandes desafios, mas garante que os 21 anos de carreira no jornalismo impresso vão ajudar no crescimento dentro do jornalismo corporativo. “Começo nesta terça uma empreitada totalmente nova, como diretor-geral da CDN no Rio. Como escrevi na mensagem de despedida da Folha, não mudei de lado, continuo no lado do bem, onde sempre estive, apenas exercendo uma nova função que o jornalismo nos permite.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s