A voz do especialista

Crise coloca a mídia impressa em cheque e levanta a dúvida: o jornal de papel está próximo de acabar?

O jornal impresso passa pela sua maior crise de todos os tempos, e disso todo mundo já sabe. Com o advento da internet, o ritual de ir às bancas e comprar o jornal de papel está perdendo espaço cada vez mais na sociedade. Hoje, as pessoas se informam e leem as principais notícias do dia através da tela de um computador. Devido a toda essa mudança, será que o impresso está mesmo próximo de um fim? Fomos atrás de uma especialista que vai dar a sua visão sobre o problema.

Maristela Fittipaldi trabalhou durante 15 anos no  ‘’O Globo’’ e acredita que, apesar da crise e das demissões massivas, o jornal impresso não deve desaparecer por completo. ‘’Não acho que a mídia impressa terá um fim, mas ela precisa se reinventar, isso é um fato. Acho que a internet não pode ser vista como inimiga, e sim aliada. Acredito que com o tempo, os jornais impressos serão o berço das grandes reportagens. As mais contextualizadas, que demandam mais tempo e apuração. Notícias quentes e de última hora ficarão apenas no digital’’, pensa ele.

Segundo ela, os jornais que continuarem dando no dia seguinte o que todos já ficaram sabendo no dia anterior, tendem a acabar. Apenas sobreviverão aqueles que se fizerem necessários. ‘’Algumas reportagens a mídia impressa consegue fazer melhor do que as outras, por questões de tempo e espaço, que é aprofundar, analisar, contextualizar, estabelecer relações, etc. Os jornais que trouxerem matérias exclusivas, por exemplo, e conseguirem dar esse teor a elas, tem mais chances de sobreviver’’, acredita ela.

De fato, só saberemos se o impresso terá um fim quando o futuro for presente, mas com certeza ele precisará de mais uma reformulação. Primeiro foi o rádio, depois a TV e, finalmente, a internet. Ao longo de sua história, a mídia impressa sempre se viu na necessidade de se reinventar, e essa é mais uma delas. As tecnologias mudaram, o mundo mudou, o modo de fazer circular a informação também se modificou, e os impressos precisam se transformar sim, se quiserem continuar sendo necessários. na sociedade.

Texto: Paulo Vitor Vasconcellos

Pauta: Clarice Frauches e Beatriz Santos

Publicação: Thiago Nunes

Revisão: Cynara Costa

Foto: Carolina Rodrigues (Fonte: Correio do Brasil)

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s